Poema das Mãos

MÃOS QUE APONTAM CAMINHOS

MÃOS QUE SE UNEM NUMA PRECE

MÃOS DE CARÍCIAS, DE CARINHO

MÃOS QUE MATAM E DESTROEM

MÃOS QUE OFERECEM ROSAS

MÃOS QUE ATIRAM ESPINHOS

MÃOS SOFRIDAS, MÃOS CALOSAS

MÃOS QUE ACENAM NAS DESPEDIDAS

MÃOS DOS MENDIGOS ESTENDIDAS

MÃOS QUE ABENÇOAM

MÃOS DE ANÉIS RELUZENTES

MÃOS QUE PERDOAM

MÃOS QUE PROCURAM OUTRAS MÃOS

AS TUAS MÃOS… AUSENTES

(Agosto/81).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *