Os Evangélicos Brasileiros e as Causas do Anticristo

Recebi e repasso o excelente artigo abaixo:

Aborto, lobby gay, eutanásia, relativismo moral, planificação cultural, (que eles chamam de “conscientizar as pessoas”), invasões de terra, ecologia utópica, intervenção estatal na economia e a manipulação lingüística dos politicamente corretos. Como se sabe, tudo isso é defendido pela esquerda. Sem falar na caçada às religiões, que vemos todos os dias na mídia. Com ela tenta-se moldar o imaginário coletivo relacionando padres à pedofilia, judaísmo com conspiração, pastores ao lucro financeiro mediante ludíbrio e os padrões de conduta cristã como retrógados e agressivos à natureza humana.

Ainda assim, há cristãos que não conseguem perceber o tamanho abismo que separa o cristianismo pleno das posições ditas progressistas. Não conseguem enxergar nada além das hordas esquerdistas como seus representantes na política. E pior, pegam a Bíblia para tentar legitimar tal posicionamento, tentando aliar a milenar caridade judaico-cristã com a demagogia e o utopismo doentio de mentes embriagadas de totalitarismo e sanha revolucionária.

A hegemonia cultural que a esquerda conquistou no Brasil nos últimos 40 anos explica a influência que ela exerce atualmente mesmo nos redutos considerados mais conservadores: as denominações cristãs e o empresariado. Não é à-toa que, entre os mais atentos, surjam apelidos como CNB do B para se referir à famosa conferência brasileira de líderes católicos. Não é à-toa que, já na década de 70, Nélson Rodrigues se assustava, mas também se divertia, com os grã-finos ignorantes e sedizentes marxistas da elite paulistana. Não é à-toa que, hoje, entre os evangélicos, após anos de sólida resistência, a reprodução do discurso socialistóide e anti-americano por parte de pastores desinformados e jovens semiletrados seja regra na maioria das denominações.

Não sei se esses cristãos percebem que as teses estatizantes e centralizadoras de poder, aliadas aos valores profundamente anticristãos defendidos pela esquerda, são a essência mesma do que virá a ser o governo do Anticristo. Prefiro duvidar que já tenha passado pela cabeça deles tal associação, que dispensa provas, quão notória é. Duvido que saibam que os principais financiadores da esquerda em todo o mundo são megacapitalistas tão poderosos que o próprio capitalismo, para eles, mais atrapalha do que ajuda, pois com livre mercado a concorrência pode oferecer riscos aos seus empreendimentos de escala planetária. São esses megacapitalistas – na verdade, metacapitalistas – Fundação Rockefeller, Fundação Ford, Carnegie, o megainvestidor George Soros, além de outras entidades bilionárias – que financiam eventos como o Fórum Social Mundial e ONGs abortistas, ecologistas e gays. Eles têm prestígio e apoio junto à ONU, entidade que já abraçou oficialmente o projeto de implantação de um governo mundial, um estado supra-nacional em que só será considerado um cidadão pleno quem estiver de acordo com cada uma das premissas defendidas pelos seus líderes, sejam elas referentes à economia, à política, à educação e à moral. Uma moral que permitirá abortos, casamentos gays e recriminará qualquer confissão religiosa mais entusiasmada e “fundamentalista”, num sistema que terá pleno controle da economia. Aos céticos recomendo o exame da vasta bibliografia a respeito, do site www.activistcash.com e a leitura dos artigos True Lies e True Lies II – A face oculta do governo mundial, de Heitor de Paola no site www.midiasemmascara.org.

Prefiro duvidar que um evangélico autêntico, diante de tais fatos, considere tudo isso mera coincidência com a descrição contida no capítulo 13 do Apocalipse. E não observe a cooptação de seus líderes eclesiásticos – conhecedores de teologia, mas não de política – por parte da esquerda, como o mais puro reflexo da ingenuidade da Igreja diante de seus maiores inimigos. Mas é assim que os tais progressistas estão tornando os evangélicos brasileiros os grandes legitimadores da ascensão do reino das trevas. Destruindo a Igreja desde dentro, sem prejuízos institucionais visíveis, mas tornando-a inócua, vazia e incapaz de ser “sal da terra e luz do mundo”. Deixando-a quieta diante do ódio anticristão veiculado pela grande mídia todos os dias e aprisionando a pomba do Espírito Santo nas jaulas da ideologia materialista mais assassina que o mundo já conheceu.

Fonte: http://profetaurbano.blogspot.com/2006/02/os-evanglicos-brasileiros-e-as-causas.html

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *