O Filho nunca saiu do céu

 

“Ora, ninguém subiu ao céu, senão o que desceu do céu, o Filho do homem que está no céu” (Jo 3.13 – ACF, KJF).

https://bibliaseensina.com.br/o-que-e-o-textus-receptus/ :

As duas traduções da Bíblia em português brasileiro que utilizam 100% do textus receptus como base são a King James Fiel (KJF) e a Almeida Corrigida Fiel (ACF).

Comentários –

1) Sob a ótica da doutrina da Trindade, Deus é imutável. As três Pessoas – Pai, Filho e Espírito Santo – coexistem desde a eternidade. São coeternas e coexistentes. O Pai é eterno (Gn 1.1), o Filho é eterno (Is 9.6; Jo 1.1; 8.58; Cl 2.9; Hb 13.8)  e o Espírito Santo é eterno (Hb 9.14).

2) No texto à epígrafe, Jesus, embora estando na terra, disse que estava no céu: “O filho do homem está no céu”. Depois, dar nocaute na lógica humana ao revelar Sua coexistência com o Pai: “Eu e o Pai somos um” (Jo 10.30) e “Estou no Pai e o Pai está mim” (Jo 14.10, 20), “Quem me vê a mim, vê o Pai” (Jo 14.9). Assim como o resplendor do sol revela a sua existência, Jesus se revelou como a imagem visível do Deus invisível (Cl 1.15).

3) A Tripessoalidade de Deus (três Pessoas) não é Triteísmo (três Deuses). Não há um Deus Todo Poderoso e um Deus Poderoso, como alguns desejam.

4) Grande é o mistério da encarnação do Verbo, porém a Bíblia nos revela a preexistência do Filho, coexistindo com o Pai desde a fundação ao mundo, antes de todas as coisas criadas (Gn 1.1; Jo 1.1,2,3, 14).

5) Jesus disse ao ladrão arrependido: Hoje estarás comigo no Paraíso (Lc 23,.43). Não disse “Irás comigo”, como alguns, parece, desejam interpretar. Ao chegar no Paraíso naquele mesmo dia, o ladrão arrependido se encontraria com Jesus. Após a ressurreição, Jesus passou quarenta dias na terra, “com muitas e infalíveis provas” se apresentando vivo e sendo visto por muitos irmãos (At 1.3).

6) O ladrão arrependido não ficou 40 dias vagando, a espera da ascensão de Jesus para com Ele se encontrar no Paraíso. Naquele mesmo dia, uma sexta-feira, ele se encontrou como seu Salvador, que nunca saiu do céu (Jo 3.13).

7) Deus não ficou resumido ao Pai e ao Espírito Santo ao descer o Filho para cumprir sua missão e pagar com seu sangue o preço de nossa redenção. Deus é imutável; não há nele mudança nem sombra de variação (Tg 1.17). A triunidade de Deus é eterna.

8) Se Jesus não fosse 100% homem e 100% Deus; se Ele ao se tornar homem e habitar entre nós desligou-se completamente do céu; se Ele não estava no céu enquanto esteve na terra, por que declarou: “Ninguém VEM ao Pai senão por mim” (Jo 14.6)? Não deveria ter dito “Ninguém VAI ao Pai senão por mim”?

21.02.24

 

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *