LIÇÕES BÍBLICAS – Igreja Morna

“EU SEI AS TUAS OBRAS, que nem és frio nem quente. Assim porque és morno e não és frio nem quente, vomitar-te-ei da minha boca” (Ap 3.15,16).

Esta é a descrição espiritual da igreja de Laodicéia.

(1) A igreja morna é aquela que transige com o mundo e, em consequência, se assemelha à sociedade ímpia ao seu redor; professa o cristianismo, mas, na realidade, é espiritualmente “desgraçada e miserável” (vv. 17, 18).
(2) Cristo faz a esta igreja uma séria advertência no tocante ao seu julgamento contra a mornidão espiritual (vv. 15-17).
(3) Cristo faz também um convite sincero para que se arrependa e seja restaurada a uma posição de fé, justiça, revelação e comunhão (vv. 18, 19).
(4) Nesta era de igreja morna, firmes são as promessas de Cristo às igrejas vencedoras. Ele virá a elas com bênçãos e no poder do Espírito Santo (vv. 20-22), e abrirá uma porta para que possam glorificar o seu nome e proclamar o evangelho eterno (v.8).

“Se alguém ouvir a minha voz” (v.20) – A igreja de Laodicéia, em sua próspera auto-suficiência e seu mundanismo (vv. 15-18), tinha rejeitado o Senhor Jesus Cristo. O convite de Cristo, como estando fora da porta da igreja, é um apelo seu por comunhão com qualquer pessoa que se arrepender da mornidão espiritual (v.21).

Comentários da
Bíblia de Estudo Pentecostal
Transcrito por:
Pr. Airton Evangelista da Costa
26.03.2010

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *