Esoterismo? Adivinhação? Superstição?

Recebi e repasso. Uma coisa é certa: Tais práticas nada tem a ver com Cristianismo (Pr Airton Costa)

==============

AMADO PASTOR, PAZ SEJA CONTIGO.

CONGREGO NA IGREJA…. E NÃO CONSIGO ENTENDER ALGUMAS COISAS QUE RELATO A SEGUIR:

FAZEM UM CULTO DENOMINADO…AO TéRMINO DO QUAL É FEITO UM SORTEIO DE BRINDES ÀS PESSOAS QUE ENTREGARAM SEUS EMVELOPES COM AS OFERTAS (COMO ACHO ISTO UM ABSURDO ,QUANDO ENTREGO A OFERTA NÃO COLOCO MEU NOME NO ENVELOPE PARA NÃO SER SORTEADO )

NA MAIORIA DAS VEZES O PASTOR PEDE PARA QUE A IGREJA REPITA FRASES COMO:

“EU SOU FILHO DA PROSPERIDADE “- “EU VOU VENCER POR QUE EU TENHO A UNÇÃO E O BATISMO DE JEOVÁ JIRÉ”

AGORA NO FINAL DO ANO SERÁ ENTREGUE UM ENVELOPE PARA QUE AS PESSOAS COLOQUEM DEBAIXO DO TRAVESSEIRO PARA QUE NO CASO DE SONHAREM ESCREVAM SEUS SONHOS EM UMA FOLHA E TAMBÉM FAÇAM UM PROJETO DE VIDA (TUDO ANOTADO). COLOQUEM NO ENVELOPE E ENTREGUEM NA IGREJA PARA QUE SEJA UNGIDO E COLOCADO SOBRE UMA PEDRA. DIZ O PASTOR QUE É PARA DEUS REALIZAR NOSSOS SONHOS NO ANO VINDOURO.

SINCERAMENTE, ESTOU FICANDO PREOCUPADO E DECEPCIONADO COM ESTAS COISAS E OUTRAS MAIS QUE ACONTECEM DENTRO DAS IGREJAS COMO UMA FORTÍSSIMA ÊNFASE SOBRE O DÍZIMO QUE DEVE SER DADO SOBRE O SALÁRIO BRUTO. E DE TUDO O QUE VIER EM NOSSAS MÃOS.

COLOCAR RAMOS SECOS DE TRIGO NAS PORTAS E JANELAS PARA RECEBER PROSPERIDADE. PEDRINHAS NA CARTEIRA E UM SEM FIM DE COISAS.

TENHO PENSADO ATÉ EM ME AFASTAR DE LÁ, MAS GOSTARIA DE UM CONSELHO DO SENHOR A QUEM MUITO ESTIMO.

DEUS O ABENÇOE

——–
Nota:
O uso de amuletos parece que foi muito bem assimilado por algumas igrejas. Na verdade, as igrejas que assim procedem estão de olho no produto final, isto é, no envelope recheado, na oferta gorda. E cada vez mais as ovelhas vão se distanciando do Evangelho da Graça. A prosperidade virá pelo uso de alguma coisa ou realização de algum procedimento, e tudo isso, assim mesmo, não terá nenhum valor se não for acompanhado do sacrifício da oferta. Em dinheiro, é claro. A ovelha poderá ouvir com atenção a Palavra, trabalhar com ardor na evangelização, arrepender-se de seus pecados, amar o próximo, adorar a Deus sobre todas as coisas. Mas, se não ofertar e não usar os amuletos recomendados, de nada adianta sua devoção. Será um miserável crente. Ora, a Bíblia recomenda buscar o reino de Deus e a sua justiça, e estas coisas lhe serão acrescentadas: o vestir, o comer, o beber. Prosperidade para Deus é isto, ter o necessário à vida.
Distribuir brindes para ofertantes? Verdadeiro absurdo. Quem distrbui brindes é o Senhor; quem abençoa é o Senhor.
Tal prática envergonha os que não têm nada para ofertar. Ao comprar brindes, a igreja está desvirtuando o objetivo da oferta, que é a de satisfazer as necessidades da congregação. Ainda que usando os termos do Antigo Testamento (Malaquias 3.10), tal desvio é evidente: “Para que haja mantimento na Casa do Tesouro”. Ora, os brindes funcionam como uma devolução de parte das ofertas. O objetivo é evidente: incentivar todos a dar sempre mais. Os dizimistas merecem aplausos; os não dizimistas, uma classe rebelde, merecem ser envergonhados.
Estes são considerados crentes de segunda classe. Sobre a oferta, O Novo Testamento diz que será “segundo for proposto em seu coração”. Quem propõe não é a igreja, mas o próprio ofertante, de acordo com a sua prosperidade. Nesse passo, poderá dar mais do que dez por cento das rendas. E poderá dar menos (Pr. Airton Evangelista da Costa).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *