Beber Vinho: As Escrituras Condenam?

Fernando Ferreira escreveu no Mural de Recados
http://www.palavradaverdade.com/ver_mural.php

Temos ouvido no meio cristão alguns irmãos e até pastores que andam tomando alguns golinhos de vinho, alguns diariamente e outros vez em quando. Quando perguntado sobre se há algum problema em o crente beber, logo vem a resposta que beber socialmente não tem nada a ver. A bíblia nos mostra as conseqüências que a bebida forte traz sobre a vida das pessoas. Vemos vários exemplos relatados nas sagradas escrituras a respeito da embriaguez e seus efeitos desastrosos nas vidas dos homens de Deus. Vejamos alguns exemplos: Noé, em Gn. 9.20-27 diz que ele fez uma vindima e fez vinho embriagante e bebeu onde resultou em imodéstia e uma maldição sobre Canaã. Outro caso sobre o consumo de vinho embriagante resultou no incesto entre Ló e suas filhas vindo em seguida a gravidez das duas filhas. Gn. 19.31-38. Os filhos de Arão Nadabe e Abiu que entraram embriagados no templo para queimar incensos e o Senhor os consumiu. Lv. 10. Havia também vários profetas e sacerdotes na época do profeta Isaias que também bebiam bebida forte. Is. 28.7 “Mas também estes cambaleiam por causa do vinho, e com a bebida forte se desencaminham; até o sacerdote e o profeta cambaleiam por causa da bebida forte, estão tontos do vinho, desencaminham-se por causa da bebida forte; erram na visão, e tropeçam no juízo”. Para não ficar somente no antigo testamento vemos também relatos de crentes chegado a vinho no novo testamento. É o caso da igreja de Éfeso, havia uns irmãos que achava normal beber vinho e por causa disto os mesmos não tinham recebido o batismo com o Espírito Santo e o apóstolo Paulo falou a eles da seguinte forma: “E não vos embriagueis com vinho, no qual há devassidão, mas enchei-vos do Espírito,” Ef. 5.18. Outro caso deplorável aconteceu na igreja de Corintos, por não ter conhecimento da palavra de Deus eles usavam vinho fermentado (alcoólico) na santa ceia do Senhor, ora isso não agradou ao apostolo imagine a Deus. 1-Cor. 11.17-29. Muitos têm questionado sobre o vinho utilizado pelo Senhor na ceia. Os evangelhos de Mateus, Marcos e Lucas se referem ao vinho como fruto da vide, ou seja, o vinho não fermentado ou o vinho puro (suco da uva sem mistura). Além domais a lei da páscoa proibia a fermentação ou qualquer coisa fermentada, (Ex. 12.14-20); a fermentação simboliza o pecado e a corrupção (1Cor. 5:7-8). A bebida fermentada jamais deveria ser usada pelos sacerdotes (Lv. 10.8-9) e Jesus sendo o Sumo Sacerdote de Deus e conhecedor da Lei não utilizaria vinho fermentado na ceia. “Falou também o Senhor a Arão, dizendo: Não bebereis vinho nem bebida forte, nem tu nem teus filhos contigo, quando entrardes na tenda da revelação, para que não morrais; estatuto perpétuo será isso pelas vossas gerações, não somente para fazer separação entre o santo e o profano, e entre o imundo e o limpo, (Lv. 10:8-10)”. Somos a igreja de Cristo disse Pedro “Mas vós sois a geração eleita, o sacerdócio real, a nação santa, o povo adquirido, para que anuncieis as grandezas daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz” (IPe. 2:9). Sendo servos do Deus altíssimo devemos cumprir Sua palavra “Não bebereis vinho nem bebida forte” (Lev 10:9).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *