Assim Caminha o Louvor Gospel

Mensagens no Mural de Recados (www.palavradaverdade.com/ver_mural.php)

Antonio – 16.01.06:

Infelizmente não consigo ver esta safra de artistas gospel – com raras e boas exceções – senão com os olhos da desconfiança. Até tento é verdade, escutar alguma coisa nas rádios ou tv mas não desce pela minha garganta, pela absoluta falta de inspiração do Espírito. Um exemplo entre tantos: Quem até não se comoveu em ver o testemunho peculiar e irreverente de Baby do Brasil (ex-Consuelo), e sua investida no meio evangélico como excelente cantora performática que é, fazendo muito barulho por certo tempo. Hoje divide palco com os chamados “monstros sagrados” da MPB e esquecidos pela mídia cada vez mais descartável, rememorando as mesmas músicas que a consagraram como uma rippye dos trópicos nos 70´s e 80´s. Há ainda artistas (solo, duplas, trios, bandas, coral) gospel multi-ambientes que trafegam sem embaraços nos dois mundos que no momento apresentar as melhores chances de retorno financeiro, fazendo um som vazio, repetitivo e descartável, seguindo a tendência secular: forrózão, axé, country-sertanejo, reggae, heavy metal, pagode e até funk (pancadão). Me perdoem os admiradores de tal movimento, mas o gospel é uma cópia mal acabada do que de pior o mundo oferece, apenas com uma roupagem dita cristã. Assim caminha a humanidade evangélica…

Renato:

Vou concordar com você, irmão Antôni. Assim caminha o mundo evangélico, trocando a qualidade pela quantidade (tendência mundial). Infelizmente, estão tentando enfiar em nossas gargantas estilos musicais que nada tem a ver com a vida crist. E sempre que alguém faz alguma a crítica a esses movimentos, tem alguém para falar – “o importante é adorar, não importa o ritmo” ou “foi Deus quem criou a música”, estes e outros argumentos nunca irão faltar. Agora, eu pergunto para os roqueiros ou pagodeiros “gospel: Dá para imaginar Jesus reunido com os discípulos cantando para o Senhor: “VOCÊ é 10, você é muito 10!!!” (ritmo de pagode), ou eles vestidos de preto, cheios de tatuagens e com os cabelos vermelhos, pulando e gritando sem nenhuma reverência?. Sinceramente não consigo entender. Às vezes ligo o rádio no carro e não consigo ficar 5 minutos sintonizado em uma rádio gospel famosa aqui de BH porque é fácil discernir que muitos se aventuram no meio musical evangélico nao para adorar a Deus, mas ganhar dinheiro. São tantas músicas sem um píngo de unção, que dá a impressão que estou ouvindo rádio secular, dá até tristeza de ouvir. A verdade é essa, estamos pegamos o lixo do mundo e o cristianizando, quando na verdade deveríamos fazer o caminho inverso.
Que Deus tenha misericórdia de todos e que Ele encontre o que procura:
“…adoradores que o adorem em espírito e em verdade”
Na paz de Cristo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *