As Testemunhas de Jeová e as Adulterações da Bíblia

A Tradução do Novo Mundo (TNM), produzida pelas Testemunhas de Jeová, difere em vários aspectos das traduções bíblicas tradicionais. Essas alterações são frequentemente citadas por estudiosos e críticos, e ALGUMAS das mais notáveis incluem:

  1. *João 1:1*: Onde a TNM traduz “a Palavra era um deus” em vez de “a Palavra era Deus”.
  2. *Mateus 10:28*: Onde a TNM usa “alma” no sentido de “vida” em vez de “alma” imortal.
  3. *Romanos 10:13*: Onde a TNM traduz “Jeová” em vez de “Senhor”.
  4. *Colossenses 1:16-17*: Onde a TNM adiciona a palavra “outros” para implicar que Jesus foi criado e então criou todas as “outras” coisas.

Esses exemplos refletem uma interpretação teológica distinta, focada em doutrinas específicas das Testemunhas de Jeová, como a rejeição da Trindade e a interpretação única da alma e do paraíso. Há inúmeras outras passagens com diferenças semelhantes, mas essas são algumas das mais frequentemente discutidas.

  1. *Filipenses 2:6*:

– *Tradução do Novo Mundo*: “Embora ele existisse na forma de Deus, não deu consideração a uma usurpação, a saber, que devesse ser igual a Deus.”

– *Traduções Tradicionais*: “O qual, subsistindo em forma de Deus, não considerou que o ser igual a Deus era algo a que devia apegar-se.”

– *Comentário*: A TNM usa “usurpação” para sugerir que Jesus não considerou se igualar a Deus algo a ser agarrado, enquanto as traduções tradicionais indicam que Ele, já sendo igual a Deus, não considerou isso algo a ser usado para vantagem própria.

  1. *Mateus 27:52-53*:

– *Tradução do Novo Mundo*: “E os túmulos foram abertos, e muitos corpos dos santos que tinham adormecido foram levantados, (e pessoas, saindo de entre os túmulos, após a sua ressurreição, entraram na cidade santa), e ficaram visíveis a muitas pessoas.”

– *Traduções Tradicionais*: “Abriram-se os sepulcros, e muitos corpos de santos que dormiam foram ressuscitados; e, saindo dos sepulcros, depois da ressurreição de Jesus, entraram na cidade santa e apareceram a muitos.”

– *Comentário*: A TNM coloca parênteses para sugerir que as pessoas saíram dos túmulos depois da ressurreição de Jesus, o que alguns argumentam suaviza o evento miraculoso descrito nas traduções tradicionais.

  1. *Lucas 23:43*:

– *Tradução do Novo Mundo*: “E ele lhe disse: ‘Deveras, eu te digo hoje: Estarás comigo no Paraíso.'”

– *Traduções Tradicionais*: “E disse-lhe Jesus: ‘Em verdade te digo que hoje: estarás comigo no Paraíso.'”

– *Comentário*: A colocação da pontuação após “hoje” na TNM sugere que Jesus estava apenas falando naquele dia e que o cumprimento da promessa de estar no Paraíso ocorreria em outro momento, diferentemente da tradução tradicional que indica que o ladrão estaria com Jesus no Paraíso no mesmo dia.

  1. *Atos 20:28*:

– *Tradução do Novo Mundo*: “Prestai atenção a vós mesmos e a todo o rebanho, entre o qual o espírito santo vos colocou como superintendentes, para pastoreardes a congregação de Deus, que ele comprou com o sangue do seu próprio [Filho].”

– *Traduções Tradicionais*: “Olhai, pois, por vós e por todo o rebanho sobre que o Espírito Santo vos constituiu bispos, para apascentardes a igreja de Deus, que ele resgatou com seu próprio sangue.”

– *Comentário*: A TNM adiciona “Filho” em colchetes, o que não está no texto original, para evitar a interpretação de que Deus derramou Seu próprio sangue, reforçando a distinção entre Deus e Jesus.

  1. *1 Timóteo 3:16*:

– *Tradução do Novo Mundo*: “De fato, o segredo sagrado deste modo de adorar a Deus é grandioso: ‘Ele foi manifestado em carne, declarado justo no espírito, visto por anjos, pregado entre nações, crido no mundo, recebido acima em glória.’”

– *Traduções Tradicionais*: “E, sem dúvida alguma, grande é o mistério da piedade: Deus foi manifestado em carne, justificado no Espírito, visto dos anjos, pregado aos gentios, crido no mundo, recebido acima na glória.”

– *Comentário*: A TNM substitui “Deus” por “Ele”, o que reduz a clareza de que Deus foi manifestado em carne, um ponto importante para a doutrina da encarnação de Cristo.

Esses exemplos demonstram como as diferenças de tradução podem influenciar a interpretação teológica dos textos bíblicos. As Testemunhas de Jeová defendem que suas traduções são mais fiéis aos manuscritos originais, enquanto os críticos veem essas mudanças como tentativas de apoiar suas doutrinas específicas.

Produção: Inteligência artificial

Pr. Airton Evangelista da Costa

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *