A Bíblia é – ou contém – a Palavra de Deus?

A Bíblia é a Palavra de Deus porque nela Deus se revela; porque nela está a vontade soberana de Deus; porque nela revelou-se o Pai através do Filho. Todavia, não é um livro psicografado. Deus não ditou palavra por palavra aos homens que, inspirados por Ele, escreveram os diversos livros da Bíblia. Se fosse um livro ditado por Deus, os quatro evangelhos seriam exatamente iguais. Para escrever a Bíblia, Deus usou os talentos, as tendências, as aptidões, a forma de expressar dos homens. Foram instrumentos usados por Ele. Da mesma forma, somos canais em Suas mãos para levar a Palavra revelada às nações. Cada um, todavia, tem um modo peculiar de fazê-lo; alguns usam estratégias várias, mas o conteúdo é – pelo menos deve ser – o mesmo: o Evangelho puro, sem mistura. A própria Bíblia diz que “Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redargüir, para corrigir, para instruir em justiça; Para que o homem de Deus seja perfeito, e perfeitamente instruído para toda a boa obra” (2 Tm 3.16-17). Jesus, orando pelos discípulos, disse: “Santifica-os na verdade; a tua Palavra é a Verdade” (Jo 17.17). Também disse: “Errais, não conhecendo as Escrituras nem o poder de Deus” (Mt 22.29). Jesus referiu-se à Bíblia Sagrada. Naquele tempo, havia a lei de Moisés, salmos e profetas. Em várias oportunidades, Jesus mencionou passagens do Antigo Testamento: por exemplo, o livro de Jonas, a lei mosaica, o livro de Isaías. Isto é, Jesus deu validade às Escrituras; recomendou que lêssemos as Escrituras; ele próprio leu Isaías 61 numa sinagoga (Lc 4.18). Se dissermos que a Bíblia apenas contém a Palavra de Deus, estaremos afirmando que a Bíblia se divide em duas partes; uma que é a Palavra de Deus, e outra que não é a Palavra de Deus. Jesus não fez essa divisão.

A Bíblia, que se explica a si própria, também não fez tal divisão. Se houvesse divisão, a Bíblia seria um livro altamente suspeito. Quem teria autoridade para dizer o que é verdade e o que não é verdade na Bíblia? Veja mais, para arrematar, o que afirmou o Senhor Jesus: EXAMINAIS AS ESCRITURAS, PORQUE VÓS CUIDAIS TER NELAS A VIDA ETERNA, E SÃO ELAS QUE DE MIM TESTIFICAM” ( Jo 5.39). Ele falou “as Escrituras”, e não uma parte das Escrituras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *