O Que Fazer Para Livrar-se da Prática Homossexual

Passos para quem quer deixar o comportamento homossexual
MOSES
1- A mudança só será possível depois que o indivíduo reconhecer e confessar que sua atitude e conduta precisam ser transformadas. É uma questão de decisão. Homossexualismo não é imutável. Alguns psicólogos afirmam que as pessoas não são homossexuais, mas estão homossexuais. Homossexualismo é um comportamento aprendido e, portanto, pode ser desaprendido;

2- O homossexual deve confessar seus pecados e temores a Deus e pedir-lhe que o purifique no Sangue de Jesus (1 Co 6.9 a 11);

3- Aquele que deseja a mudança deve pedir a Deus que lhe dê profunda consciência de pecado através do Espírito Santo (Jo 16.8) e um grande desejo de mudança de mente (Rm 12.1, 2);

4- O envolvimento com uma igreja local é extremamente importante para o crescimento espiritual, para a restauração emocional, para a socialização com pessoas que sempre foram heterossexuais. Isso é o que nos ensina Hebreus 10.25: “Não deixemos de congregar-nos, como é costume de alguns; antes, façamos admoestações.” A unidade cristã é decisiva para o homem e a mulher que estão saindo do homossexualismo;

5- Saber que há tentações e que o pecado, o mundo, a carne e o diabo devem ser vencidos. As carências e vulnerabilidades do ser humano levam a equívocos sexuais. Buscar entender 2 Co 5.7. Observe o que declarou um ex-homossexual americano: “Você é heterossexual em Cristo. Não importa a profundidade de seus sentimentos homossexuais, pois profundamente jaz dentro de você sua identidade heterossexual, enterrada debaixo de milhares de temores.” (Extraído do livro Deixando o Homossexualismo, Ed. Mundo Cristão. Ver Apêndice Livros Indicados);

6- Esperar sempre em Deus a força e o poder para a mudança (Fp 1.6 a 9);

7- Obedecer os conselhos recebidos do conselheiro, se tem convicção que essa pessoa foi posta por Deus em sua vida;

8- É preciso aprender a disciplinar os pensamentos (Rm 12.1, 2) e hábitos (pessoais e públicos) para vencer as tentações;

9- Contar com a ajuda de um ministério cristão de apoio a homossexuais também é muito importante;

10- Falar com Deus sobre os problemas, tentações, tristezas, decepções etc., sempre com absoluta sinceridade, sabendo que Ele é onisciente e é, também, o amigo mais compreensivo;

11- Deve confessar a Deus e ao conselheiro se cair durante o processo pois, do contrário, pode haver desânimo profundo, hipocrisia e acusação do diabo. A confissão e o abandono do pecado também trazem uma profunda consciência do perdão de Deus (ler Pv 28.13 e Tg 5.16);

12- Uma vida de leitura bíblica, oração, jejum e louvor é a melhor arma para se vencer o homossexualismo pois, como disse Frank Worthen, fundador do ministério Amor em Ação (EUA) “Os indivíduos que têm maior chance de abandonar o homossexualismo são aqueles que se entusiasmam com Deus, que antecipam o que Ele vai fazer em suas vidas. Eles vêem Deus trabalhando até mesmo em pequenos detalhes da vida deles, e seus corações estão cheios de louvor.” (Extraído do livro Deixando o Homossexualismo, Ed. Mundo Cristão);

13- Evitar amizades que possam influenciar na volta às práticas homossexuais assim como filmes, programas, revistas e lugares onde há pornografia, objetos do passado e tudo que exerça influência homossexual etc.

“E assim, se alguém está em Cristo, é nova criatura; as coisas antigas passaram; eis que se fizeram novas.” (2 Co 5.7)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *