Louvor Velho

Louvor Velho

Pr. Airton Evangelista da Costa

Li o seguinte comentário na minha caixa postal do YouTube, sobre um vídeo: “Louvor Velho”.

Louvor não é velho ou novo. É simplesmente louvor, uma expressão de nossa adoração ao Senhor. Não se pode confundir o louvor com uma mercadoria, tais como as canções mundanas que precisam ser renovadas continuamente para atender as exigências dos consumidores.

O louvor é como um diamante: não envelhece. Porque o louvor é pessoal, voz do coração, confissão da alma.

Se os antigos cânticos de adoração ficassem ultrapassados, teríamos que jogar no lixo nossos hinários. Sabemos que os velhos hinos se renovam a cada dia. O louvor, como a Palavra, não fica envelhecido. Ainda que entoado todos os dias, proporciona vitalidade espiritual, ânimo, maior intimidade com Deus.

Sei, todavia, que alguns não pensam assim. Há os que só se satisfazem com o louvor da moda, o mais novo, novo lançamento. Para não serem chamados de ultrapassados, evitam cantar hinos gravados há muito tempo. Os louvores dos antigos hinários, nem pensar. É coisa de velho.

Louvor como sinônimo de adoração aproxima o homem do Senhor. Por isso, a Bíblia diz que Deus habita “entre os louvores de Israel” (Sl 22.3).
02.11.2009
www.palavradaverdade.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *