“Eu vos envio a vós”

Deus enviou seu Filho “para que todo aquele que nEle crê” tenha Vida eterna (Jo 3.16). Deus deu exemplo de obra missionária. Deus enviou José ao Egito, como escravo, por amor ao seu povo. Disse José a seus irmãos: “Deus me enviou adiante de vós a fim de conservar vossa sucessão na terra, e para guardar-vos em vida por um grande livramento” (Gn 45.7).

Deus enviou e capacitou Moisés para tirar seu povo da escravidão do Egito (Êx 3.14-15). Moisés, ao aproximar-se da terra prometida, enviou homens para espiarem a região. A maioria mostrou-se temerosa, pois havia em Canaã muitos gigantes e as cidades eram fortificadas. Mas Calebe, colocando a confiança somente no Senhor, disse: “Subamos animosamente, e tomemos posso dessa herança, pois certamente prevaleceremos contra ela” (Nm 13.30).

Deus enviou Gideão para vencer os midianitas. Inicialmente, Gideão levantou um exército de 32.000 homens, mas com a ajuda de Deus somente 300 foram suficientes. Diante do receio de Gideão, Deus disse-lhe: “Vai nesta tua força e livrarás a Israel da mão dos midianitas; porventura, não te enviei eu?” (Jz 6.14). Jesus enviou os doze para pregar o evangelho nas cidades e povoados, e deu-lhes poder sobre os espíritos imundos (Mc 6.7,8.13). Enviou também 70 discípulos com a mesma finalidade (Lc 10).

O povo de Deus precisa continuar a marcha missionária de Jesus. Ele nos deixou um mandamento: “IDE POR TODO O MUNDO, PREGAI O EVANGELHO A TODA CRIATURA” (Mc 16.15). “IDE, ENSINAI TODAS AS NAÇÕES, BATIZANDO-AS EM NOME DO PAI, E DO FILHO E DO ESPÍRITO SANTO” (Mt 28.19).

Todos os crentes devem continuar a obra de evangelização iniciada por Jesus e continuada pelos discípulos. “COMO O PAI ME ENVIOU, EU VOS ENVIO A VÓS” (Jo 20.21). Os que são enviados recebem a devida capacitação. Assim Deus fez com Moisés, José e Gideão. Assim fez Jesus com seus discípulos. A vitória não está em nossa inteligência, em nosso poder de comunicação, em nosso conhecimento da Bíblia. Somente a presença atuante de Deus garante a nossa vitória. Através de um pequeno grupo de pessoas, desde que consagradas, Deus opera maravilhas. As dificuldades são muitas; as barreiras difíceis; portas se fecharão; palavras grosseiras ouviremos, mas “maior é o que está em nós”. Nada deve fazer diminuir nosso ânimo e alegria em servir a Cristo. Muito mais Ele sofreu por nós. Sejamos como Calebe: Venceremos os gigantes.
www.palavradaverdade.com
29.04.2004

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *