Entrevista do pastor Airton E. da Costa

SEXTA-FEIRA, 20 DE FEVEREIRO DE 2009
ENTREVISTA: Pr. Airton Evangelista da Costa
http://arsenaldocrente.blogspot.com/2009/02/entrevista-pr-airton-evangelista-da.html

Amados, publicamos aqui uma entrevista realizada com o atuante pastor e apologista Airton Evangelista da Costa, que tem exercido um forte ministério através da internet e suas várias ferramentas. A entrevista foi editada a partir de uma auto-entrevista publicada no site do autor, e algumas perguntas extras que lhe fizemos.

Como e quando se deu seu envolvimento com a internet?

R – Um irmão insistiu para que eu tivesse minha própria página. Meus estudos já estavam em vários sites. Ele se encarregou de criar. Foi o pastor Ricardo Ribeiro. então nasceu o www.palavradaverdade.com. Há também o www.palavradaverdade.org

O Sr. é mais conhecido na Internet por seus estudos, artigos e vídeos.

R – O mais importante não é ser conhecido; é fazer conhecida a Palavra de Deus. Os vídeos começaram a ser editados há pouco tempo.

Então o volume maior de sua produção diz respeito a estudos?

R – Porque comecei a escrever logo após minha conversão.
Quantos artigos já escreveu?

R – Considerando as perguntas e respostas, estudos e artigos diversos, o número está em volta de 1.000.

E os vídeos?

R – O primeiro foi em cinco de outubro de 2007. De lá para cá foram editados duzentos e oito vídeos.

O Sr. Se considera um bom escritor?

R – De modo nenhum. Sempre que faço revisão em meus escritos encontro falhas. Erros de concordância e abuso do gerúndio, por exemplo.

O Sr. faz uma revisão antes da divulgação?

R – Eis o problema. Não consigo passar muito tempo fazendo revisão meticulosa. Tenho pressa na divulgação.

Como se dá essa divulgação?

R – No meu site e nos grupos dos quais faço parte.

O assunto principal é apologética?

R – Não considero que essa área seja a principal, mas tem um peso significativo. Nos vídeos, assume o primeiro lugar.
O Sr. acha que tem chamada para isso?

R – Não considero propriamente uma chamada. É dever de todo crente defender a sua fé. Se Allan Kardec declara que cristianismo e espiritismo ensinam a mesma coisa; se a Torre de Vigia declara que é o único canal entre Deus e os homens, nós, filhos de Deus, não podemos nos conformar. Precisamos dizer que não é bem assim, e esclarecer por que pensamos de modo diferente, sempre à luz da Bíblia.

Como o senhor avalia a importância da internet como ferramenta para o cristão?

R – A internet é um bom veículo de comunicação; é rápida e alcança de imediato milhares de usuários. Devemos aproveitá-la ao máximo para pregar as Boas Novas. Os vídeos são de um valor inestimável. Para mim, funcionam como um programa de televisão gratuito. Por meio deles, posso falar diretamente com milhares de pessoas de países diferentes. Se o YouTube permitisse 20 minutos, em lugar de 10 para cada vídeo, seria melhor.

Por que o Sr. critica mais o espiritismo e a Sociedade Torre de Vigia?

R – Porque esses dois grupos usam a Bíblia. Se as doutrinas não são semelhantes, somos instados a explicar a quem queira saber as razões de tais diferenças. O espiritismo possui o livro “O Evangelho Segundo o Espiritismo”, de Kardec. A Torre de Vigia possui “A Tradução do Novo Mundo das Escrituras Sagradas”, com incorreções. Não perderia meu tempo confrontando a doutrina budista, por exemplo. Mas, se usam a Bíblia de forma distorcida, é dever do crente contestar.

Como o Sr. convive com as críticas?

R – Recebo-as com naturalidade. Seria anormal se me elogiassem. O problema é que a maioria dos que não concordam com minha análise e refutação não apresenta argumentos consistentes. Amiúde, usam o “Argumentum ad Hominem”, isto é, são impulsionados ao debate, sentem vontade de participar, mas preferem fazer ataques à pessoa. Isso não é apologética. Esse tipo de prática revela, não raro, incompetência.

Como assim?

R – Devemos confrontar a tese, o ensino, a doutrina, estabelecer a diferença e argumentar em defesa de nossa fé. No nosso caso, sempre à luz do que diz a Bíblia Sagrada. De vez em quando, recebo mensagens como: “Você não sabe de nada”; “leia mais a bíblia”; “você é apóstata”; “você só fala mentiras”, etc. Quando o ataque se torna mais severo, excluo o usuário da minha Caixa Postal no Youtube ou no Outlook Express.

O Sr. tem revisto suas posições em razão de alguma crítica?

R – Já ocorreu algumas vezes. Os homens são imperfeitos. Eu sou homem. Logo, sou imperfeito. Há poucos dias, ao receber uma mensagem de um espírita, fiz a exclusão de um vídeo do YouTube. As objeções quando bem formuladas me ajudam. Trabalho sempre em cima de fatos. Uso sempre a palavra oficial do grupo cujas doutrinas são confrontadas com as da Bíblia. Nessa área, não se pode escrever por ouvir dizer. Foi o caso do livro “A Verdade Sobre Maria”. Os dogmas marianos foram extraídos do Catecismo Católico ou de publicações oficiais.

O Sr. aceita o debate com todos os que refutam seus argumentos?

R – Não. Seria humanamente impossível. Não tenho tido tempo nem para dar atendimento às consultas.

Qual será o próximo vídeo?

R – Escrevi um estudo e editei o vídeo correspondente com o título “As Testemunhas de Jeová: Fim do Mundo em 2034”. Na oportunidade, não divulguei o pertinente texto de A Sentinela, de 2003. Um seguidor da Torre me disse que não localizou tal texto na revista. Vejo-me obrigado a divulgar o artigo, o que não fizera antes, e explicar. Será mais um vídeo para ajudar a alguns seguidores da Torre a compreender o que foi dito por seus líderes. Por incrível que pareça.

Voltando aos vídeos, qual o mais acessado?

R – Atenção maior tem sido para “Ex-Ancião das Testemunhas de Jeová contesta doutrinas”, com 14.532 acessos em menos de dez meses.

Como o senhor vê o retorno da prática de indulgências pela Igreja Católica?

R – Pensei que a ICAR já tivesse abolido isso. Há muitos meses não escrevo uma só linha nem produzo vídeo sobre o catolicismo. Mas diante dessa surpresa, creio que chegou o momento de falarmos sobre o assunto. O perdão só pode ser concedido se o pecador se arrepender. Como ter certeza de que houve arrependimento? Só Deus conhece o coração do homem.

O Sr. só combate as anomalias de determinados grupos?

R – Não. Se pesquisar no meu site – www.palavradaverdade.com – verá que combato, e muito, as heresias dentro de nossos muros. Exemplo disso é a série “Como Nasce Uma Heresia”, com vinte artigos.

Nota-se que o Sr. fala pouco de sua igreja.

R – A Palavra de Deus deve merecer maior ênfase.

Quando o Sr. pretende parar, e qual a sua idade?

R – O Senhor é o dono da minha vida. Farei 70 anos em março próximo.

Deixe uma palavra àqueles que, como o senhor, tem visto a internet como uma preciosa ferramenta ministerial, e também àqueles que ainda não tem dado a devida atenção à web.

R – Depois de tantos anos de funcionamento, a internet ainda não é usada por muitos irmãos, ou o fazem de modo muito restrito. Muitos, apesar de possuírem condições, ainda não sabem editar um vídeo e enviá-lo para divulgação. Embora haja muita sujeira nesse veículo, devemos usá-lo de forma vigorosa. A disseminação da Palavra via internet é fantástica, e alcança povos de todos os países. A internet abre as portas dos países onde a entrada da Bíblia é proibida, e ficará ali exposta por dezenas de anos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *