Ecumenismo – Caminhos difíceis

Ecumenismo:
Entrevista a Teólogos Católicos

Prezado Pr. Airton
Sou seminarista da Igreja Católica Romana, faço o primeiro ano de teologia e tenho um grupo de estudos teológicos. Gostaria de lhe pedir que o senhor nos concedesse uma entrevista para o nosso grupo de estudos teológicos. Se o senhor puder nos atender ficaremos muito gratos.
Atenciosamente;
Flávio Sobreiro da Costa.

Amado Flávio,

As respostas estão intercaladas no questionário.

Pr Airton
————————————–

1) Quem é o Pr. Airton Evangelista?

R – Brasileiro, casado, pai de três filhos, com seis netos, natural do Rio Grande do Norte, residente em Fortaleza, Estado do Ceará. Igreja: Assembléia de Deus Palavra da Verdade. Site:
www.palavradaverdade.com

2) Quem é Deus para o homem de hoje?
R – Muitas religiões não cristãs buscam a comunhão com o Ser Supremo, embora sem utilizar o caminho da cruz, aliás, único e verdadeiro. Infelizmente, para a maioria da população mundial Deus é um Ser distante, que não pode ser acessado pela oração. Torna-se mais fácil, portanto, apelar para um deus visível, um deus pagão.

3) Quem é o homem hoje?
R – O homem continua sendo desde os primórdios da civilização aquele que tem a consciência do divino. Com a propagação da Palavra, um número cada vez maior tem conhecimento do Deus bíblico.

4) O que o senhor pensa sobre o ecumenismo?
R – Ecumenismo é uma proposta que caminha por caminhos difíceis. Certamente a pergunta se refere ao ecumenismo cristão (igreja católica, ortodoxa e protestante). O fator de maior convencimento é a unidade em Cristo, que pode, por si só, superar muitas barreiras.

5) Quais são as verdadeiras atitudes ecumênicas?
R – Atitudes de respeito às opiniões contrárias; às crenças dos demais, ainda que em colisão com a nossa; o respeito acima de tudo pela pessoa. O nosso amor deve se estender a todos, quaisquer que sejam suas posições religiosas; ainda que não tenham religião; ainda que não creiam na existência de um Criador.

6) O que o senhor pensa a respeito do diálogo inter-religioso?
R – O ecumenismo inter-religioso já é mais difícil de se concretizar, no meu entender. Todavia, se considerarmos que ecumenismo é antes de tudo diálogo e não adesão ou fusão é possível caminharmos nesse sentido e termos uma convivência pacífica com as demais religiões. Tal posição não elimina a possibilidade de continuarmos, nós os cristãos, refutando as doutrinas contrárias ao cristianismo e dizendo a todos da razão de nossa fé.

7) Qual o futuro da humanidade sem uma proposta ecumênica?
R – Não vejo que haja uma catástrofe à vista se a proposta ecumênica não se viabilizar. Quanto mais igrejas cristãs pregando o genuíno evangelho, melhor. Devemos atentar para o fato de que a única e verdadeira igreja é a de Cristo, isto é, a soma de todos os que são de Cristo, mortos ou vivos. Essa Igreja autêntica só Cristo a vê, porque só Ele conhece os corações. Os homens vêem pela aparência. Não creio que o ecumenismo seja a tábua de salvação para a humanidade. Com ecumenismo ou sem ecumenismo, devemos amar o nosso próximo, mesmo que este não seja da mesma fé. O que nos salva é a fé em Jesus Cristo, o cabeça da Igreja, e a graça decorrente (Efésios 2.8; Rm 10.9; João 3.18). É essa a essência do Evangelho.

Pastor Airton Costa
22.10.05
———
Em 24.10.05, o pastor Airton recebeu a seguinte mensagem do entrevistador:

Prezado Pr. Airton;
é com muita alegria que lhe escrevo este e-mail de agradecimento.
Muito obrigado. As pessoas elogiaram muito sua entrevista e a sua abertura para com o próximo . Parabéns! E mais uma vez muito obrigado!
Conte sempre com nossas orações.
Atenciosamente;
Flávio Sobreiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *