As Cachoeiras

Podemos aprender muito com as cachoeiras. A sua beleza está na sua doação. Elas se precipitam para o sacrifício da doação. Criam um clima de exuberância plena, de plena paz, de beleza ímpar, e revelam a obra do Criador.

A sua vitalidade não está em si mesmas: está na fonte que as alimenta. Há um rio por trás das cachoeiras. Sem essa fonte elas não sobrevivem. Quando se doam, não pensam que estão desperdiçando energia. Sabem que o alimento da fonte é inesgotável. Aliás, fonte e cachoeira formam um todo indivisível. As duas possuem a mesma natureza, o mesmo propósito, a mesma substância.

Quando recebemos amor da Fonte inesgotável de amor e paz, estamos sempre dispostos a fazer doações, a dar de nós, de nossos talentos, dons, conhecimento, experiência e virtude.

Jesus é a nossa fonte de Luz, Paz e Amor. Como os ramos que retiram dos troncos os nutrientes vitais, nele devemos continuar ligados para receber vida abundante.

“Aquele que beber da água que eu lhe der nunca mais terá sede. Deveras, a água que eu lhe der se fará nele uma fonte de água que jorre para a vida eterna” (Jo 4.14).

“Quem crê em mim, como diz a Escritura, do seu interior fluirão rios de água viva” (Jo 7.38).

“Eu sou a videira; vós sois os ramos; sem mim nada podeis fazer” (Jo 15.5). “Todos vós sois um em Cristo Jesus” (Jo 3.28).
www.palavradaverdade.com
23.10.03

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *