Apelo à Suprema Corte dos Céus

Quando nos deparamos com problemas e conflitos em nossa vida, desejamos tomar o controle e fazer com que as coisas aconteçam ao nosso modo. Mas precisamos perceber que a vingança pertence a Deus. Ele é o juiz da terra que dará pago aos soberbos. O ímpio prospera, e o que blasfema se orgulha. Eles proferem impiedades e falam coisas duras, vangloriam-se os que praticam iniquidade. Com frequência, vemos estes personagens no noticiário da TV à noite. Durante as paradas gays, vemos homens e mulheres sem qualquer vergonha dizendo que o seu estilo de vida pervertido é maravilhoso. Eles rejeitam o que Deus tem a dizer sobre isso (ver Romanos 1.24-28). Aqueles que defendem o aborto clamam que o direito de uma mulher é maior que a vida de um “conjunto de células indesejado”. Eles desprezam o que Deus diz sobre a vida no ventre (Isaías 44.2). Quando o nosso sistema de justiça parece abandonar todos os padrões de moralidade, a quem mais o cristão poderá apelar?

É nessa hora que temos que apelar à Suprema Corte. “Bem-aventurado o homem, Senhor, a quem tu repreendes, a quem ensinas a tua lei, para lhe dares descanso dos dias maus, até que se abra a cova para o ímpio. Quem se levantará a meu favor, contra os perversos? Quem estará comigo contra os que praticam a iniquidade?” (Salmo 94.12,13,16).

A pessoa que passa o seu tempo estudando a Palavra de Deus, orando e adorando pode esperar a ajuda de Deus. Ele responde às orações, e quando levamos nossa ansiedade e problemas a Ele, recebemos o seu conforto. Deus pode, literalmente, mover céus e terra. Contudo, Deus não responderá uma oração até que nós a façamos. Quando nos deparamos com coisas impossíveis, precisamos apelar para a Suprema Corte dos céus.

Agora perguntamos: Qual é a diferença entre um ateu que odeia a Deus e um cristão que não serve a Deus? Nenhuma. Qual a diferença entre um ateu que não dá nem cinco centavos a Deus e um cristão que não dá o dízimo? Nenhuma. O sistema judiciário de nosso país é, muitas vezes, injusto. Um criminoso que atinja a cabeça de alguém com um cano estará solto na rua antes que o ferido saia do hospital. Crianças sofrem. Mulheres sofrem. Pobres sofrem. Tudo porque os fundamentos da retidão estão se desintegrando.

Mas (glória a Deus!) está chegando o dia em que tudo será acertado. Quando estivermos diante da Suprema Corte celestial, não haverá habeas corpus, testemunhas, corrupção, fraude ou um time de advogados de primeira. Na Corte de nosso Pai celestial só existe verdade e santidade. Ali, o Senhor será a defesa e a rocha de refúgio para o justo, trará sobre os ímpios a sua própria maldade, destruindo-os por causa de sua iniquidade. Ele será seu defensor e refúgio? Encontre descanso para as adversidades seguindo as leis do Juiz da Suprema Corte dos céus.

Esta palavra é fiel e verdadeira, e digna de toda a aceitação.
[email protected]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *