Ao dizer que “Só Deus é bom”, Jesus negou sua divindade?

“Por que me chamas bom? Não há nada bom, senão um só que é Deus” (Mt 19.17).

Os que são contrários à doutrina da Trindade não raro usam este versículo para provar que Jesus não é Deus.

Jesus estaria confessando que era mau? Ora, Ele mesmo confessou: “Eu sou o bom Pastor; o bom pastor dá a vida pelas ovelhas” (Jo 10.11). Poderia registrar uma centena de textos que atestam a bondade de Jesus, nosso Senhor e Salvador. Cito por exemplo Colossenses 2.9: “Nele [em Cristo Jesus] habita corporalmente TODA a plenitude da divindade”. LOGO, o Filho é pleno da bondade e da misericórdia de Yahweh (v. Tg 5.11).

“A pergunta de Jesus não serviu para negar a afirmação do jovem rico. Serviu para destacar a autoridade daquele que logo em seguida exigiria dele um sacrifício difícil. Se este jovem refletisse sobre o significado das suas próprias palavras, a confissão que Jesus é o Bom Deus, ele não teria desculpa ao rejeitar as instruções do Senhor. O mesmo Deus que revelou no Antigo Testamento os mandamentos que este homem guardava a vida toda (“ Não adulterarás, não matarás, não furtarás”, etc.) agora diria: “Vende tudo o que tens, dá-o aos pobres e terás um tesouro nos céus; depois, vem e segue-me” (Lucas 18:22). O jovem precisava reconhecer que estava naquele momento diante do Bom Deus”.

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *