Alemanha: Liberalismo Sexual, Satanismo e Apostasia

O Juízo Divino Sobre a Alemanha

Por onde vai começar o juízo divino? Segundo a 1 Pedro 4:17, “… já é tempo que comece o julgamento pela casa de Deus; e, se primeiro começa por nós, qual será o fim daqueles que são desobedientes ao evangelho de Deus?”

Considerando que após a Reforma Protestante, a Alemanha se transformou numa espécie de “casa de Deus”, onde a Bíblia Sagrada se tornou o livro diário de todas as famílias, mas agora apostatou completamente, suponho que será nesse país que irá começar o juízo de Deus, dele saindo o Anticristo, o “homem do pecado”, o “filho da perdição”, a quem o Senhor Jesus Cristo desfará pelo assopro de sua boca. (2 Tessalonicenses 2:4-8). Mesmo porque, desde o tempo de Hitler, esse país assumiu publicamente a sua apostasia religiosa, onde cada governo (falsamente autodenominado democrático) tem assumido uma absoluta rejeição aos princípios do Evangelho de Cristo.

Na Alemanha, as coisas já estão acontecendo quase de modo idêntico ao da Era das Trevas, quando a confissão da crença na Bíblia significava sofrimento e perda da vida, tanto que os cristãos bíblicos pensavam profundamente, antes de rejeitar os dogmas fraudulentos da falsa religião. Eles liam a Bíblia e, portanto, tinham suas mentes preparadas para enfrentar os inimigos do Filho de Deus.

Infelizmente, a frouxidão moral tem sido a marca registrada do pensamento social e religioso, na Nova Europa, onde a geração atual é ignorante das verdades bíblicas e, por isso, ostensivamente hedonista em seu modo de viver. As frases captadas nos púlpitos alemães são notoriamente embasadas na Teologia Liberal, resultante da Teoria da Evolução de Darwin, e ninguém mais, nem mesmo os pastores, crê na Divindade do Senhor Jesus Cristo. As crenças históricas da Reforma foram atiradas no lixo, sem o menor constrangimento. As crianças são educadas sexualmente da maneira mais permissiva, conforme as últimas notícias que nos chegaram desse país, onde a permissividade moral impera em todos os quadrantes.

Enquanto os alemães desta geração consideram o Senhor Jesus Cristo apenas como um personagem histórico, para os poucos cristãos que assumem uma atitude corajosa diante das infames leis européias, Ele é o Grande Deus e Salvador e seus filhos devem ser educados com o objetivo precípuo de honrar o Seu Nome, mantendo os princípios evangélicos que nos levam a crer na Sua Divindade e Redenção.

Segundo notícias recebidas pela Internet, algumas famílias estão educando seus filhos em casa, porque as escolas do governo estão pregando, ostensivamente, a liberdade sexual às crianças e adolescentes. E, segundo a Constituição Alemã, essas famílias estão agindo contra a lei, sendo, portanto, ameaçadas de perder a guarda dos filhos, os quais devem ser entregues nas iníquas mãos do governo germânico, a fim de serem moldados na “operação do erro”.

A Constituição Alemã, que deveria honrar a liberdade de religião e os direitos da família, está se esfacelando tragicamente nas mãos de homens pecadores, os quais colocam suas paixões carnais acima da boa moral religiosa. Muitos pais alemães estão se ressentindo dessa legislação criminosa, que está conduzindo seus filhos à permissividade dos costumes e, por isso, tentam impedi-los de freqüentar as escolas públicas locais.

Um homem chamado Richard Günther é o diretor do grupo alemão que está defendendo legalmente as famílias evangélicas, todas elas muito angustiadas e preocupadas com a situação nas escolas locais. Segundo a notícia, “Técnicas de relaxamento são utilizadas nas salas de aula, onde meninos e meninas deitam-se juntos numa sala, com as luzes apagadas, e exploram todas as áreas do corpo do coleguinha ou da coleguinha do lado, com uma pena até encontrarem os pontos mais “sensíveis”. Eles são incentivados a tocar uns nos outros, em qualquer parte do corpo que desejarem. As crianças aprendem que o homossexualismo é normal e que elas precisam descobrir sua própria identidade sexual por si mesmas. Os estudantes da quarta série assistem a vídeos do ato sexual completo e aprendem que é assim que os bebês são feitos. O narrador do vídeo garante aos estudantes que o sexo é prazeroso”…

Causa-me enorme tristeza saber que a parte mais importante de minha família (uma filha e 3 netos) está vivendo nesse país apóstata e só peço que Deus livre cada um deles da iniqüidade, a qual, sem dúvida, fará transbordar o cálice da ira divina. O Primeiro Império Romano foi destruído por Deus em razão da imoralidade que ali campeava, nos primórdios da Era Cristã. Pois agora, este Sétimo (e último) Império Romano, atualmente conhecido como União Européia, deverá ser o primeiro foco da ira divina, no Dia do Senhor, pois em Apocalipse ele é identificado como a Grande Babilônia dos capítulos 17 e 18. Dou graças a Deus por ter sido educada num país, que, mesmo sendo católico, vinha ensinando, até há poucos anos, os legítimos valores morais ao seu povo. Que minha santa mãe (uma católica convertida ao Evangelho de Cristo) me aguarde lá no céu, pois este mundo está ficando inabitável! (Hoje minha mãe – com 96 anos – foi se encontrar com Jesus no céu onde, brevemente, se Ele permitir, estaremos bem juntinhas … louvando o nosso SENHOR!!!)

Mary Schultze, 25/03/05.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *