A Realidade do Inferno

“Não temais os que matam o corpo e não podem matar a alma; temei, antes, aquele que pode fazer perecer no inferno a alma e o corpo” (Mt 10.28).

A palavra traduzida “inferno” (gr. gehenna) nesta passagem refere-se a um lugar de tormento eterno e de fogo inextinguível, reservado aos ímpios. A Bíblia ensina que a existência do homem não termina com a morte, mas que continua para sempre, ou na presença de Deus, ou num lugar de tormento. A respeito do estado dos perdidos, na outra vida, devemos notar os seguintes fatos:

Jesus ensinou que há um lugar de castigo eterno para aqueles que são condenados por rejeitarem a salvação (Mt 5.22,29, 30; 11.9; 23.15,33; Mc 9.43, 45, 47; Lc 10.16; 12.5; 2 Ts 1.8,9). Trata-se da terrível realidade do inferno, como o lugar onde “o fogo nunca se apaga” (Mc 9.43); “O fogo eterno, preparado para o diabo e seus anjos” (Mt 25.41); um lugar de “pranto e ranger de dentes” (Mt 13.42,50); um lugar onde os perdidos ficarão aprisionados nas trevas (Mt 22.13); e um lugar de tormento e angústia e de separação do céu (Lc 16.23).

O ensino das epístolas é do mesmo teor. Fala de um julgamento vindouro da parte de Deus. Da sua vingança sobre os que desobedecem ao evangelho (2 Ts 1.5-9). Fala de uma separação da presença e da glória do Senhor (2 Ts 1.9), e da destruição dos inimigos de Deus (Fp 3.18,19).

A Bíblia ensina que é inevitável o castigo dos malfeitores. O fato predominante é a condenação, o sofrimento e a separação de Deus, eternamente. O cristão sabe que essa doutrina não é agradável, nem de fácil entendimento. Mesmo assim, ele deve submeter-se à autoridade da Palavra de Deus e confiar na decisão e na justiça divinas.

Devemos sempre ter em mente que Deus enviou seu Filho para morrer por nós, para que ninguém pereça (Jo 3.16). É intenção e desejo de Deus que ninguém vá para o inferno. Quem for para o inferno é porque rejeitou a salvação provida por Deus (Rm 1.16 – 2.10). O fato e a realidade do inferno devem levar todo o povo de Deus a aborrecer e repelir o pecado com toda a veemência; a buscar continuamente a salvação dos perdidos, e a advertir todos os homens a respeito do futuro e justo juízo de Deus.

 VÍDEO:https://youtu.be/xKn-Uf0lVwU

FONTE: Bíblia de Estudo Pentecostal

Transcrito por Pr. Airton Evangelista da Costa

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *